Facebook lança o whitepaper da Libra e cria uma carteira para pagamentos. Veja aqui!

No dia 13/06 eu postei aqui para vocês um artigo falando sobre o lançamento da Libra, a moeda do Facebook (para ver o post, clique aqui: “Whitepaper da criptomoeda do Facebook pode ser lançado em junho de 2019. Conheça aqui o projeto LIBRA!”). Agora posto aqui para vocês o que rolou após o lançamento dos documentos da Libra – e garanto: isso gerou um falatório danado nos EUA e Europa!

O projeto Libra
O projeto da Libra foi oficialmente lançado e possui dois sites: um para a moeda em si e outro para uma wallet, mas primeiro falarei da Libra, cujo site você encontra aqui e em português! ;D
A Libra veio com um “apelo” muito bem elaborado e convincente que aborda a seguinte questão: o dinheiro foi inventado há muuuuuito tempo atrás e mesmo com todo o avanço da tecnologia, que têm revolucionado todas as áreas da nossa vida, o sistema financeiro está lá… vivendo em um modelo obsoleto. Então vem a Libra, criada para a era digital com o objetivo de fazer com que a transferência de dinheiro seja tão simples quanto mandar uma mensagem no WhatsApp. Isso nos leva à missão da Libra: tornar o dinheiro acessível a todos.

Veja alguns dados publicados pelo projeto em seu site oficial:
1,7 bilhão de pessoas não possuem contas em bancos (isso representa 31% da população do mundo!);E para as pessoas que têm acesso aos bancos, as transferências são demoradas – um pagamento entre países pode levar até 5 dias úteis para ser efetivado. Além, é claro, das taxas dessas transações, que em média é de 7%;Para aqueles 31% de pessoas “desbancarizadas”, as taxas são ainda mais altas para poderem ter acesso ao dinheiro;Segundo o site da Libra, se todas as pessoas tivessem acesso ao dinheiro de forma simples, 3,7 trilhões de dólares seriam adicionados à economia e 95 milhões de empregos poderiam ser gerados;Até mesmo a pobreza extrema poderia ser reduzida em 20%;Por isso, a Libra foi criada para fazer o dinheiro funcionar para todos.

Características da Libra
Acessibilidade: conforme o que falei no início do texto, a ideia é tornar a movimentação de valores tão simples quanto mandar uma mensagem pelo smartphone. Então qualquer pessoa que tenha este dispositivo + acesso a Internet, poderá utilizar a Libra;
Estável: no texto anterior, eu disse que a Libra seria uma stablecoin, pois possui lastro em uma reserva criada especialmente para manter seu valor;
Rápida e global: assim como qualquer criptomoeda, a transação é muito mais rápida do que os modelos convencionais, afinal é P2P, sem terceiros mediando a movimentação e logo, você pode enviar as criptomoedas para qualquer lugar no mundo. Se você não sabe o que é P2P, veja este artigo: “

O que é Blockchain?”;

Escalável: o Facebook não irá criar apenas a Libra, mas sim um ecossistema para que seja fácil utilizá-la no cotidiano, em lojas, serviços, pagamentos online, etc.
Parceiros
E obviamente, para que tudo isso dê certo, a Libra precisa ter ótimos parceiros, que tenham aceitação e verdadeira utilização no mercado. Atualmente, o projeto possui apoio das empresas:
MasterCard;Mercado Pago;PayPal;PayU;Stripe;Booking Holdings;Ebay;Facebook Calibra (óbvio, né?);Farfetch;Lyft;Spotify;Uber;Iliad;Vodafone;Anchorage;BisonTrails;

Coinbase;
Xapo.
Você pode acompanhar a inclsão de mais parceiros da Libra, aqui na página de parceiros.

Tudo o que você precisa saber sobre a Libra
Para encontrar mais informações sobre o projeto e até mesmo descobrir como ser um desenvolvedor e contribuir para a Libra, veja os links abaixo:
Whitepaper;
Lastro: artigo sobre a reserva da Libra;
Blockchain da Libra;
Associação Libra;
Segurança e privacidade;
Conformidade e proteção ao consumidor;
Consenso e governança;

Linguagem de programação;

Replicação de máquina de estado;
Como se tornar um Membro Fundador.

Agora, vamos falar da Calibra
Bom, toda criptomoeda precisa de uma wallet para ser armazenada, certo? Isso não seria diferente com a Libra, por isso, foi lançada a carteira Calibra. Se você não sabe o que é uma carteira, da uma conferida nesses artigos aqui:
O que é uma wallet;
Desktop wallets;
Carteiras offline.
Com a wallet Calibra, você poderá armazenar, enviar e receber o Libra, ou seja, terá as mesmas funcionalidades básicas de qualquer carteira, porém, a o Calibra será integrado aos aplicativos do Facebook, então em uma simples conversa no WhatsApp ou Messenger, você pode enviar os recursos desejados.

Segurança e Privacidade
As contas criadas no Calibra necessitarão de uma verificação com documento de identidade emitido pelo respectivo Governo do cliente. Esta medida serve para garantir que as contas sejam de pessoas que elas realmente dizem ser. Você pode ver mais sobre, clicando aqui.
Todo sistema de pagamento precisa ter segurança contra fraudes, por isso, o Calibra conta com proteção antifraude integrada e atendimento ao cliente. Mas caso venha a ocorrer um problema, o Calibra se responsabiliza por fazer o reembolso total dos valores perdidos.
Privacidade: pode ser que as pessoas tenham receio de usar esta wallet por ser uma subsidiária do Facebook. Mas tenha calma: suas transações não serão publicadas na sua timeline, nem o quê você está pagando/ comprando. O Calibra pertence sim ao Facebook, mas são empresas completamente separadas, de forma que suas informações de conta e financeiras, permaneçam seguras.

Atualmente, o Libra e sua carteira estão em fase de desenvolvimento e ainda não estão disponíveis para compra. A previsão para o lançamento é para 2020, mas se você quiser, pode se cadastrar no site para ser um dos primeiros a ter acesso à moeda, além de receber as notícias por e-mail.
Agora, a grande questão que está perturbando os governos globais, é sobre a regulamentação das criptomoedas, afinal, uma moeda lançada pelo Facebook, com certeza gerou um grande impacto, pois aproxima ainda mais as pessoas deste universo. É impossível negar a necessidade de implementação da Blockchain nos sistemas financeiros atuais, você não acha? Então venha dar sua opinião no nosso fórum. Você pode participar de tópicos existentes ou criar um novo. Junte-se a nós clicando aqui.
Please follow and like us:
error

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *